Últimas notícias

    Warning: simplexml_load_file(https://ultimosegundo.ig.com.br/rss.xml): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.0 503 Service Unavailable in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 415

    Warning: simplexml_load_file(): I/O warning : failed to load external entity "https://ultimosegundo.ig.com.br/rss.xml" in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 415

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 418
news-details

*Joel Cardoso

Vários amigos internautas, entre eles assinantes da Revista Conexão Paraná, assinantes do Jornal do Povo, integrantes do movimento leonístico, do movimento rotário movimentaram os canais de comunicação da Revista RCP informando um erro involuntário, absoluta falta de atenção minha, quando, em artigo no Jornal do Povo, fiz homenagem ao Lions Clube Cidade Canção, do qual sou um dos fundadores.

No texto, confundi o ano que assumi a presidência do clube pela primeira vez (1980)  com o ano que o clube foi fundado (1976). Também não coube no texto que fui indicado para presidir o clube assim que voltei de Nova York de um intercâmbio de grupo de Estudos na área de jornalismo, proporcionado por Rotary Internacional. Na época havia uma forte ligação de relacionamento entre Rotary e Lions. 

Eis o artigo com as devidas correções das datas (o conteúdo continua inalterado e com meus agradecimentos a todos que mostraram o erro. Em especial ao colaborador dos núcleos de jornalismo da Editora On Line, Elano Maringá,  e ao past presidente do clube, Cl.João Wilrich.

xocovid
  • news-details

 

Lions Clube Cidade Canção, 44 anos.
Orgulho em fazer parte desta história

*Joel Cardoso

Existem vários formatos para definir a Associação Internacional de Lions Clubes. O formato que resolvi adotar para este artigo, é o descritivo, para tornar mais fácil o entendimento de pessoas que não estão familiarizadas com o movimento. Já em meu livro “50 anos de Jornalismo” que estou preparando para 2024, o capítulo sobre minha participação no movimento leonístico será opinativa Isso em razão de ser um dos sócios fundadores do segundo clube que surgiu em Maringá: o Lions Clube Cidade Canção, que neste dia 24 está completando 44 anos de fundação e que além de  fundador, esteve sob a minha presidência durante duas gestões.

O MOVIMENTO-
Tudo começou  como um ideal de Melvin Jones, um próspero empresário da cidade americana de Chicago. Ele acreditava que os clubes locais de homens de negócios deveriam ampliar seus horizontes, deixando as preocupações de ordem estritamente profissional, interessando-se na melhoria de suas comunidades e do mundo em geral. O clube de Melvin Jones, que se chamava "Business Circle of Chicago", concordou com a idéia surgindo nesse momento o embrião do maior clube de serviços do mundo.

Após contatos com grupos semelhantes nos Estados Unidos, foi convocada uma reunião de organização para 7 de junho de 1917, no LaSalle Hotel em Chicago. O novo grupo adotou o nome de um dos grupos convidados, "Associação de Lions Clubes" e, em outubro daquele mesmo ano, foi realizada uma convenção nacional em Dallas, Texas, EUA. Trinta e seis delegados representando 22 clubes de nove estados compareceram para definir o futuro da associação. Aí foram aprovados os estatutos, regulamentos, objetivos e o código de ética.

Em 2017 a Associação Internacional de Lions Clubes na celebração dos 100 de sua fundação. Sua internacionalidade foi alcançada quando transpôs as barreiras para o Canadá e posteriormente para o mundo.  Atualmente a organização a qual pertenço é considerada a maior organização de serviços do mundo com 1 milhão e meio de associados, reunidos em 46 mil clubes presentes em 210 países e regiões do planeta. Entre eles centenas de clubes que integram os chamados “múltiplos L” e outras dezenas de clubes organizados em áreas distritais geográficas.

O Paraná está dividido em dois distritos e um deles, o Distrito LD-6, divisão que surgiu depois do redistritamento,  com mais de 50 clubes distribuídos em 42 cidades que fazem parte do norte e noroeste paranaense. Entre as cidades, Maringá, com seus 8 clubes existentes, inclusive o segundo na lista de fundação: o Lions Clube de Maringá Cidade Canção, fundado em 24 de abril de 1976, e que está comemorando 44 anos. O “clube Padrinho” foi o Lions Clube de Maringá e o “leão padrinho” o advogado maringaense Raimundo do Prado Vermelho, responsável direto pelo meu ingresso como sócio fundador do novo clube, mesmo recém-casado e com pouco mais de 20 anos.

Nesses 44 anos, a história do Lions Clube Cidade Canção foi repleta de realizações marcadas por iniciativas de sócios que tornaram o clube um dos mais atuantes do movimento internacional.  No módulo sobre leonismo de meu livro “50 anos de Jornalismo”, haverá registros de atividades históricas, como a recepção em seu gabinete do ex-ministro das Minas e Energias, Cesar Cals (era “Leão”) a comitiva do Lions Cidade Canção, a marcante gestão como governador do jornalista Verdelírio Barbosa  e a homenagem póstuma que criou o “Clube das Domadoras “Ana Cardoso”, pelos relevantes serviços que ela prestou ao movimento leonístico. Ana Cardoso, minha esposa, presidiu o clube comigo na gestão 1980/81. Morreu em 1984.

Ainda existem fundadores desse clube que se afastaram do movimento mas que continuam praticando o espírito leonístico de Servir, entre eles, Jefferson Alves Terra, o pediatra Nilson Kunihara, Dra. Marlene Faria, que frequentava assiduamente as reuniões comandadas pelo seu marido, primeiro presidente, o saudoso advogado João Amaro de Faria Filho e outros que não consigo lembrar. Particularmente, tenho orgulho em afirmar que, mesmo com idas e voltas, continuo sendo o único fundador que frequenta o clube. Não tanto quanto seria preciso, mas frequento.

*Jornalista, escritor e um dos
fundadores do clube
aniversariante.

Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas