Últimas notícias

    Warning: simplexml_load_file(https://ultimosegundo.ig.com.br/rss.xml): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.0 503 Service Unavailable in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 415

    Warning: simplexml_load_file(): I/O warning : failed to load external entity "https://ultimosegundo.ig.com.br/rss.xml" in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 415

    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/revistarcp/public_html/topo.php on line 418
news-details

Redação

A doação de R$499.999,87 pela rede de farmácias Droga Raia, para a Santa Casa de Misericórdia de Maringá, divulgada em sua rede social, postada nesta terça-feira com todos os detalhes, críticas e elogios pelo site da Revista RCP (reveja neste link: https://twitter.com/portalglup/status/1283153515360276480 não provocou nenhuma  reação pela direção da rede de farmácias em razão do sistema inacessível de contato com a imprensa.

Como foi enfatizado na postagem de ontem (14), apesar da meritória campanha filantrópica das farmácias Droga Raia, os comentários em sua página não poupam críticas e, claro, muitos elogios pela iniciativa. São algumas dezenas, todas de internautas de Maringá, identificados com nomes e fotos em cada comentário e questionando as origens dos recursos(...). as várias tentativas de contato com a central Droga Raia, não lograram êxito. Os números não funcionam.

Mas a assessoria da Santa Casa de Maringá emitiu esclarecimentos ( via telefone inicialmente e em comunicado na sequência). No contato telefônico foi comentado que a doação dos (quase) R$ 500mil, como e onde serão aplicados nas aquisições de bens e produtos confirmando as informações divulgados no site da Droga Raia e contestou receber recursos da Alemanha ou do Vale Sorte.

“Sobre os recursos oriundos da Alemanha, essa ajuda deixou de existir há pelo menos 20 anos, explicou o porta voz com riqueza de detalhes sobre os recursos que deixaram de vir. Também não poupou críticas, sem explicar os motivos da inercia em se posicionar, sobre a “dualidade de interpretação na propaganda do Vale Sorte, nos recursos que repassam para a Santa Casa. “Muitos acham que é para a Santa Casa de Maringá, mas na verdade é para a Santa Casa de Londrina”, comentou porta voz.

xocovid

 

O comunicado da Santa Casa de Maringá foi direcionado diretamente ao editor dos núcleos de jornalismo da Editora On Line:

Caro Joel Cardoso, a Santa Casa de Maringá agradece o contato. Sobre vosso questionamento, como já é público e notório, esclarecemos que a referida doação “vai permitir que a Santa Casa mais do que dobre a capacidade do seu estoque de equipamentos de proteção individual, passando de 60 para 150 dias. O hospital vai comprar mais de 4 mil máscaras N95, além de 13 monitores multiparâmetros”.

Essa informação foi publicada pela própria assessoria de imprensa da Droga Raia. A Santa Casa de Maringá é um hospital filantrópico e conta com a parceria de diversas empresas e instituições. A Santa Casa de Maringá atende pacientes do SUS em 60% de sua capacidade. Essas parcerias são fundamentais para manter o bom funcionamento do hospital.

Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas